17/02/2021

Moda consciente: o que fazer quando uma peça de roupa chega ao final de sua vida útil?

Moda consciente: o que fazer quando uma peça de roupa chega ao final de sua vida útil?

 

O reaproveitamento de tecidos das roupas de crianças e bebês, além de representar uma alternativa economicamente inteligente, também demonstra preocupação ambiental, sendo uma iniciativa sustentável. 

Conforme a revista científica ComCiência, a busca por produzir mais com menor custo fomentou o fast fashion, caracterizado pela superprodução. Entretanto, as rápidas mudanças de coleção podem resultar em custos muito elevados. Isso porque é necessário contabilizar os valores de produção, processamento e transporte das mercadorias. Assim, anualmente, milhares de toneladas de roupas acabam sendo descartadas.

Como consequência, o descarte de roupas em aterros vem a ser uma atitude frequente também nos lares, onde tecidos que poderiam ser reaproveitados acabam causando impactos negativos ao meio ambiente. Dentre as consequências está a contaminação do solo e dos lençóis freáticos, bem como a produção de gases de efeito estufa.

Quanto ao descarte de tecidos, no Brasil, existe a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que entrou em vigor no ano de 2010. Conforme a mesma, nenhum resíduo passível de ser reciclado deve ser destinado a aterros. O que se observa, infelizmente, é que a política não é obedecida na prática.

 

Quais as opções quando as roupas de nossos filhos não servem mais?

 

Existem várias alternativas acessíveis para fazer o reaproveitamento e reciclagem de roupas de bebês e crianças. Confira!

 

Transforme-as em novas peças

 

Uma das alternativas é o reaproveitamento de tecidos através da reutilização de peças roupas. Muitas delas podem ser mais bem aproveitadas com algumas dicas simples.

Macacões e calças que possuem o pé fechado, por exemplo, podem ser cortadas e servir por muito mais tempo. O mesmo pode ser feito com as calças convencionais, que podem ser cortadas e reutilizadas como bermudas. Para as blusas que possuem mangas que já estão curtas, é viável cortá-las na proximidade da costura, de forma a criar uma regata.

Outra roupa comum no guarda-roupa dos bebês e crianças pequenas são os bodies, que são peças únicas, e que podem ser usadas sozinhas ou combinadas com outras roupas. Quando o body não servir mais, você pode cortá-lo na extremidade, fazendo uma blusa para seu filho.

Com um pouco de criatividade, o reaproveitamento de tecidos pode servir para confeccionar outros itens. As roupas podem ser usadas para enchimento de almofadas ou pufes; para criar ecobags; para fazer estojos de canetas; ou mesmo podem servir para a confecção de capas de celular.

 

Doe

 

Outra forma de aproveitar as peças de maneira consciente, quando elas já não servem em seus filhos, é doando-as para quem precisa. No Brasil, existem várias instituições de caridade esperando por doações. Recomenda-se começar consultando uma de sua cidade ou região. Entretanto, para auxiliá-lo, reunimos algumas instituições confiáveis.

O Exército da Salvação é uma instituição que atua no país desde 1922 e tem um trabalho bastante diversificado atendendo crianças, idosos, adolescentes e mulheres em situação de vulnerabilidade. A sede fica em São Paulo, mas a instituição atua em várias cidades do Brasil. Além de roupas, o Exército da Salvação recebe livros, brinquedos, e eletrônicos, por exemplo.

A Abrace (Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias) nasceu em 1986 e se destina a ajudar as famílias que, além da doença, lidam com condições socioeconômicas que agravavam ainda mais esse momento. A associação recebe doações que incluem roupas, calçados e materiais de limpeza.

A associação Lar Infantil Chico Xavier foi fundada no ano de 1995 e localiza-se em Brasília (DF). A mesma foi criada para acolher crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, a mesma recebe doações de itens como roupas, alimentos, brinquedos e produtos de higiene.

 

Recicle

 

Existem programas de coleta e reciclagem de roupas usadas que atuam em várias cidades brasileiras. Esse tipo de iniciativa viabiliza um destino sustentável para os tecidos.

Um exemplo de empresa que atua na reciclagem de roupas é a Ecoassist. A mesma conta com uma eficiente estrutura de gerenciamento de resíduos, compreendendo desde a orientação para uso consciente dos recursos, até a captação, separação e destinação adequada de resíduos. Após a coleta dos resíduos têxteis com dia e horário marcado, a equipe da Ecoassist transporta o material até o centro de triagem, onde é iniciada a separação e descaracterização.

A campanha Meias do Bem, da empresa Puket, aceita meias que não são mais utilizadas, como as rasgadas ou sem par. Essas peças passam a ser usadas na confecção de cobertores. Para doar as meias que serão recicladas, basta ir em uma loja Puket e depositá-las em uma urna. A campanha, através da reciclagem de roupas, já beneficia mais de 250 instituições com a confecção de cobertores.

 

Tendo em vista a inúmeras alternativas para reciclagem e reaproveitamento de tecidos, com certeza você já sabe o que fazer quando as roupas de seus filhos não servirem mais. Além de ajudar inúmeras famílias em situações emergência ou de calamidade pública, essas opções são favoráveis ao meio ambiente, através do reaproveitamento e do descarte ecológico.